Busca avançada
Ano de início
Entree

Arquitetura rural paulista no ciclo cafeeiro: 1800-1940

Processo: 02/13572-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de agosto de 2007
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Maria Ângela Pereira de Castro e Silva Bortolucci
Beneficiário:Vladimir Benincasa
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Arquitetura rural   Arquitetura Colonial   Patrimônio cultural   História da arquitetura

Resumo

Estudo da evolução da arquitetura e do cotidiano no mundo rural paulista ligada ao ciclo do café, no período aproximado de 1800 a 1940. Período marcado por grandes transformações socioeconômicas da história do Estado de São Paulo, quando registra-se a ocupação efetiva do seu território e assiste-se às mudanças dos regimes políticos (Colônia, Império e República), da tecnologia agrícola e do regime de trabalho. É quando se assiste ao enriquecimento da então província paulista, através da produção e comercialização internacional do café. Além disso, a melhoria nas condições de transporte e comunicação com a Europa e Estados Unidos (ferrovias e navegação a vapor) possibilitou, mais rapidamente, a chegada das novas tendências da arte e arquitetura - neoclássico, neogótico, ecletismo, art nouveau, art dèco, neocolonial, modernismo - durante o século XIX e início do XX, aos sertões paulistas, o que viria a alterar profundamente a estética das construções e mesmo o comportamento das pessoas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BENINCASA, Vladimir. Fazendas paulistas: arquitetura rural no ciclo cafeeiro. 2008. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos São Carlos.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.