Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo populacional e capacidade vetorial de Aedes aegypti no Brasil

Processo: 02/04124-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2003
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Martins Ribolla
Beneficiário:Karina dos Santos Paduan
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/06647-9 - Aspectos moleculares na interação entre mosquito e plasmódios, AP.JP
Assunto(s):Vetores de doenças   Aedes aegypti   Vírus da dengue   Controle de vetores   Marcador molecular   Repetições de microssatélites   Técnica de amplificação ao acaso de DNA polimórfico

Resumo

Os mosquitos da espécie Aedes aegypti são de grande importância do ponto de vista da transmissão de patógenos, uma vez que são vetores de doenças como a dengue e a febre amarela, estando estreitamente associados à população humana. As manifestações da dengue tornaram-se um problema global de saúde pública nos últimos 17 anos, e o ressurgimento está intimamente associado à demografia e as mudanças sociais como resultados da falta de planejamento e controle urbanos. Estratégias efetivas no controle do vetor são melhor elaboradas com o conhecimento da estrutura genética e do fluxo de genes entre as populações de A. aegypti, permitindo um discernimento dentro da diversidade genética do vetor e da competência deste em transmitir o vírus. O uso de marcadores moleculares têm obtido importantes resultados no estudo dessas populações, demonstrando a sua eficiência na discriminação e caracterização genéticas dos mosquitos. Este projeto tem como objetivo utilizar as novas técnicas de análise genômica, para estudar a diversidade genética e caracterizar diferentes populações de A. aegypti, para uma posterior associação dos dados com a capacidade vetorial dos mosquitos para com os vírus da dengue. Desta forma, serão utilizadas as técnicas de RAPD-PCR, microssatélites e de infecção dos mosquitos. Os dados obtidos serão importantes na caracterização epidemiológica da dinâmica do vetor e nas relações deste com a expansão do vírus da dengue no Brasil. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
PADUAN, Karina dos Santos. Análise da estrutura genética de Aedes Aegypti no Brasil utilizando marcadores RAPD e genes mitocondriais. 95 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina Veterinária de Botucatu. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.