Busca avançada
Ano de início
Entree

Colônia Silveira Martins: gênese e desenvolvimento (1878-1950)

Processo: 98/02896-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 1999
Vigência (Término): 30 de setembro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Eliseu Savério Sposito
Beneficiário:Marcos Aurelio Saquet
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil

Resumo

A Colônia Silveira Martins foi construída a partir de 1878 no Rio Grande do Sul, por iniciativa do Governo Imperial, para alojar parte dos colonos italianos que chegavam no país naquele período. Sua criação deu-se dentro do processo de expansão do capitalismo no Brasil, e simultaneamente, da formação do território gaúcho. Nosso objetivo principal é compreender sua gênese e seu ritmo de desenvolvimento econômico, sobretudo no que se refere às atividades produtivas artesanais e/ou industriais. Para tanto, tentaremos trilhar pela análise dialética, contextualizando seu processo de formação (desenvolvimento entre 1878 e 1950) na dinâmica sócio-econômica do Rio Grande do Sul e do país. A pesquisa empírica acontecerá tanto em nosso recorte territorial, quanto fora dele, em arquivos históricos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SAQUET, Marcos Aurelio. Os tempos e os territórios na colonização italiana. 2001. 304 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Faculdade de Ciências e Tecnologia Presidente Prudente.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.