Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de regimes de escoamento em sistemas de análises químicas em fluxo: projeto de sistemas envolvendo introdução direta de suspensões para análise de alimentos.

Processo: 96/08683-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 1997
Vigência (Término): 31 de dezembro de 1999
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Elias Ayres Guidetti Zagatto
Beneficiário:Claúdio Celestino de Oliveira
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil

Resumo

Com o desenvolvimento da multicomutação em sistemas de análises químicas em fluxo, sítios ativos foram introduzidos nos módulos de análise, conferindo características vantajosas aos sistemas, mas provocando perturbações no mesmo. Este trabalho visa um estudo sistemático dos diversos regimes de escoamento em sistemas de análises em fluxo, para um melhor aproveitamento destas características no desenvolvimento de módulos para análise de alimentos que inclusive permitam a dissolução de amostra em linha. Estes sistemas podem contribuir para redução do tempo total de análise, uma vez que, apesar de os sistemas de análises em fluxo apresentarem elevada freqüência analítica, o tempo gasto no processo total, é muitas vezes incompatível com esta freqüência. Isto principalmente quando se considera o longo tempo gasto na preparação prévia das amostras. Ainda, erros podem ser introduzidos durante a excessiva manipulação das mesmas. Pretende-se, então, introduzir as amostras na forma de suspensões, as quais sofrerão dissolução e quantificação em linha. Visualiza-se a perspectiva de análise de alimentos in natura. Inicialmente, serão investigadas as determinações de sulfato, cloreto, iodeto e alumínio em alimentos, principalmente sucos, leite e seus derivados. Estas determinações estão sendo cada vez mais requisitadas devido ao aumento na comercialização internacional destes produtos e à correlação existente entre as concentrações destas espécies e o indicativo de contaminação ou adulteração dos produtos alimentícios. Posteriormente, serão estudadas outras determinações envolvendo metais pesados e espécies químicas orgânicas simples (glicerol, açúcares, etc.). (AU)