Busca avançada
Ano de início
Entree

A (des)invenção da mulata: cotidiano e experiência de mulheres negras na freguesia de Santana - Rio de Janeiro, 1890-1910

Processo: 02/11676-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2003
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Maria Clementina Pereira Cunha
Beneficiário:Silvana Santiago
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/05017-1 - Santana e Bexiga: cotidiano e cultura de trabalhadores urbanos em São Paulo e Rio de Janeiro entre 1870 e 1930, AP.TEM
Assunto(s):Cotidiano   Cultura   Mulheres   Negros

Resumo

Esse projeto tem como objetivo investigar as formas como algumas mulheres negras, "pardas", "mulatas", "morenas" ou "mestiças", como são normalmente chamadas, lidavam, em seu cotidiano, com os estereótipos relacionados à sua figura, e como se valiam (ou não) deles nas mais diversas situações. Para isso, utilizarei, como material central de pesquisa, processos criminais referentes à Freguesia de Santana, Rio de Janeiro, para os anos de 1890 a 1910, nos quais, curiosamente, uma grande quantidade de mulheres aparece como réus ou vítimas sob o apelido de "Conceição". Neles pude observar que um grande percentual dessas mulheres era identificado como negras ou "pardas" e, parte delas utilizava o nome "Conceição" para esconder seu verdadeiro nome, possivelmente, para livrar-se da polícia, já que boa parte era presa por "vadiagem". (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTIAGO, Silvana. Tal Conceição, Conceição de Tal : classe, genero e raça no cotidiano de mulheres pobres no Rio de Janeiro das primeiras decadas republicanas. 2006. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.