Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho de frangos de corte alimentados com diferentes fontes de gordura

Processo: 98/10038-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1998
Vigência (Término): 30 de junho de 2000
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:José Fernando Machado Menten
Beneficiário:Juliano Benedito Gaiotto
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Alimentação animal   Nutrição animal   Desempenho animal   Frangos de corte   Gorduras

Resumo

A busca de fontes alternativas de lipídios tem por objetivo reduzir os custos da alimentação de frangos de corte, conseqüentemente o custo final de produção. Subprodutos da indústria alimentícia são utilizados como fonte de lipídios, sendo o óleo de soja utilizado individualmente na produção ou em conjunto com sebo bovino, ácido graxo de soja, óleo de abatedouro avícola, óleo de palma, que são fontes alternativas quando o preço do óleo de soja é elevado. Na utilização em conjunto com óleo de soja, algumas fontes não possuem o mesmo valor energético disponível para as aves devido à menor absorção de ácidos graxos, desequilíbrio na proporção de ácidos graxos saturados e insaturados ou menor presença de monoglicerídeos no lúmen intestinal que ativa a produção de bile. Outro aspecto a ser considerado é que fontes diferentes de lipídios são avaliadas em diferentes níveis nas rações e idades das aves tomando difícil a comparação de resultados. Este trabalho tem por finalidade avaliar o desempenho dos frangos de corte alimentados com ácido graxo de soja, comparado com sebo bovino e óleo de soja, bem como as misturas 1:1 de ácido graxo de soja e sebo bovino, e ácido graxo de soja e óleo soja, suplementados a uma ração à base de milho e farelo de soja. As rações serão suplementadas com 3% de cada fonte de gordura, em um experimento com 1.200 pintos de corte em delineamento em blocos casualizados com 5 tratamentos e 6 repetições. Serão analisados pelo SAS (SAS Institute, 1998) os dados referentes ao ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar e mortalidade. (AU)