Busca avançada
Ano de início
Entree

O infravermelho em galáxias ativas

Processo: 00/12217-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2001
Vigência (Término): 30 de abril de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Sueli Maria Marino Viegas
Beneficiário:Lucimara Pires Martins
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Galáxias ativas   Choque   Infravermelho   Fotoionização

Resumo

O desenvolvimento das técnicas de observação e a obtenção de dados no infravermelho têm fornecido muita informação sobre as galáxias ativas, não somente as mais próximas, mas também sobre as mais distantes. Entretanto, os modelos de fotoionização utilizados ainda hoje estão bem distantes da realidade. Com o desenvolvimento, pelo grupo, de vários códigos que permitem um avanço nestes modelos, será feito um estudo para analisar a emissão de galáxias ativas a partir de modelos numéricos. Será estudada a influência do fator de preenchimento nos modelos de fotoionização a partir da utilização do código 3D de fotoionização. As linhas de emissão no infravermelho das galáxias ativas serão estudadas usando tanto modelos de fotoionização pura quanto modelos que incluam o efeito de ondas de choque. Usando tanto modelos de fotoionização, quanto modelos compostos de fotoionização e choques deverão ser analisadas as regiões de emissão extensa, presentes em muitas galáxias ativas, como preparação para a análise dos dados de galáxias mais distantes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARTINS‚ LP; VIEGAS‚ SM. Gas temperature and excitation classes in planetary nebulae. Astronomy & Astrophysics, v. 387, n. 3, p. 1074-1082, 2002.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.