Busca avançada
Ano de início
Entree

A noção de teleologia nas obras de Aristóteles

Processo: 01/12550-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2002
Vigência (Término): 31 de agosto de 2004
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Lucas Angioni
Beneficiário:Luís Márcio Nogueira Fontes
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Teleologia   Aristóteles   Causalidade   Funcionalismo

Resumo

Pretendemos pesquisar a noção de teleologia nas obras de Aristóteles, visando caracterizar a causalidade final; para isso, devemos elucidar a própria noção de causa final e identificar como tal causa opera, além dos domínios em que ela opera. Prestaremos especial atenção na relação da causa final com as outras causas identificadas por Aristóteles (a saber, material, formal e eficiente), mas também em sua relação com outros conceitos fundamentais para a compreensão da filosofia de Aristóteles, conceitos esses que, de certa forma, ou são delimitados pela noção de causa final ou ajudam a delimitar essa mesma noção (por exemplo, o espontâneo e o acaso; a necessidade hipotética; e até mesmo o espinhoso conceito de entelecheia). Finalmente, para maior completude, nosso estudo pretende contemplar a teleologia nos mais diversos campos do sistema aristotélico, como a filosofia da natureza (a biologia, a física, a cosmologia), a ética e a metafísica. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FONTES, Luís Márcio Nogueira. A noção de causalidade final na filosofia da natureza de Aristoteles. 2005. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.