Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de esteroides sexuais sobre o metabolismo do HDL e sobre a expressão da CETP em camundongos transgênicos

Processo: 99/06597-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 1999
Vigência (Término): 31 de agosto de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Helena Coutinho Franco de Oliveira
Beneficiário:Andrea Camargo Casquero
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:96/10373-1 - Estudo da expressão de genes do transporte reverso de colesterol em animais transgênicos e em seres humanos, AP.JP
Assunto(s):Aterosclerose   Testosterona   HDL-Colesterol   Camundongos transgênicos

Resumo

A correlação negativa entre níveis plasmáticos de HDL-colesterol e risco de aterosclerose está firmemente estabelecida. Homens exibem menor concentração de HDL que as mulheres antes da menopausa, e esta é uma das razões mais fortes para explicar o maior risco de morte por doença aterosclerótica dos homens em relação às mulheres. Após a menopausa, a redução dos níveis de HDL pode ser neutralizada pela terapia de reposição estrogênica. Em geral, esteróides estrogênicos aumentam os níveis de HDL, enquanto os androgênicos têm efeito oposto. Os mecanismos de ação dos esteróides sexuais não são bem conhecidos, mas estes podem afetar várias proteínas e enzimas envolvidas no metabolismo da HDL. Por exemplo, a atividade da lípase hepática é suprimida por estrógenos e estimulada por esteróides anabolizantes e andrógenos. Há evidências indiretas de que a CETP também seja regulada por hormônios esteróides sexuais. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar o papel dos hormônios sexuais, especialmente da testosterona, na regulação da expressão da CETP em camundongos transgênicos que expressam a CETP humana. O efeito da testosterona será verificado através dos estados de deficiência (castração) e excesso do hormônio (suplementação), na presença (fêmeas) ou ausência (machos) de estrógenos endógenos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.