Busca avançada
Ano de início
Entree

O problema da mochila compartimentada

Processo: 97/12312-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 1998
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2000
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Pesquisa Operacional
Pesquisador responsável:Marcos Nereu Arenales
Beneficiário:Fabiano Do Prado Marques
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:95/09522-0 - Cortes e empacotamento assistido por computador, AP.TEM
Assunto(s):Problema da mochila   Alpinismo   Algoritmos

Resumo

O Problema da Mochila Compartimentado é uma extensão do Problema da Mochila onde um alpinista deve carregar sua mochila com m possíveis itens de sua utilidade. A cada item o alpinista atribui um valor de utilidade pi e também é conhecido seu peso li. O máximo peso que o alpinista suporta em sua jornada é de L. Além disso, os itens são de categorias distintas (alimentos, utensílios, roupas, calçados, etc.) e devem estar em compartimentos separados dentro da mochila. Os compartimentos da mochila são flexíveis, permitindo que o alpinista carregue maior peso em alimentos do que em roupas, por exemplo. Entretanto, as capacidades dos compartimentos (incógnitas) são limitadas inferior e superiormente. O problema dó alpinista consiste em determinar as capacidades adequadas de cada compartimento e como estes devem ser carregados de modo que o valor de utilidade total seja máximo. Neste projeto busca-se desenvolver algoritmos eficientes para a resolução do problema da mochila compartimentado. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARQUES, Fabiano Do Prado. O Problema da Mochila Compartimentada. 2000. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.