Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de anticorpos séricos anti-Escherichia coli produtoras de toxinas Shiga (STEC) em adultos normais da Grande São Paulo

Processo: 02/04784-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2002
Vigência (Término): 30 de setembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Solange Barros Carbonare
Beneficiário:Lucy Beatriz Zapata Quintanilla
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Escherichia coli produtoras de toxinas Shiga (STEC) são responsáveis por casos de colite hemorrágica (HC) ou síndrome urêmica nemontica (HUS), que ocorrem com maior freqüência nos países desenvolvidos. No Brasil, algumas linhagens de STEC têm sido detectadas em amostras provenientes de pacientes com diarréias não complicadas ou de animais, mas raros os relatos de HC ou HUS. Existem semelhanças entre STEC and E. coli enteropatogênica (EPEC), o principal causador de diarréias infantis no Brasil, como a capacidade de produzir lesões "attaching and effacing" sobre microvilos dos enterócitos, e a presença de fatores de virulência codificados pela ilha de patogenicidade LEE. Anticorpos anti-EPEC são encontrados tanto em amostras de soros de crianças e adultos como também em amostras de colostro de mulheres brasileiras. Nosso objetivo é pesquisar a presença de anticorpos anti-STEC no soro de indivíduos normais da nossa população. Serão analisados soros de doadores de sangue da Grande São Paulo através de ensaios de ELISA e imunoblotting com antígenos de duas linhagens de E. coli: O111:H- (produtora de Stx1) e O157:H7 (produtora de Stx2). Devido às semelhanças entre EPEC e STEC, e devido à grande distribuição de EPEC em nosso meio, existe a possibilidade de haver na população uma proteção natural à STEC conferida pela imunidade dirigida à EPEC. (AU)