Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do colesterol e do ácido araquidônico sobre a atividade das enzimas superóxido dismutase, glutationa peroxidase e catalase nas células HL-60 e NSO (controle da expressão gênica das enzimas antioxidantes)

Processo: 96/07368-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 1996
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Rui Curi
Beneficiário:Celine Pompeia
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Uma série de patologias está relacionada à produção excessiva de espécies reativas de oxigênio, seja na oxidação de xenobióticos ou na superatividade de células do sistema imune. No organismo saudável, a presença de agentes antioxidantes enzimáticos ou não-enzimáticos previne a atuação dessas espécies reativas de oxigênio. Frente à recente descoberta por este laboratório de que há intensa transferência de lipídios de macrófagos para linfócitos, com conseqüente redução na sua proliferação e ao fato do colesterol e dos ácidos graxos estarem comumente associados a doenças relacionadas à produção de radicais livres, busca-se com este projeto determinar se os lipídios atuam como mediadores celulares no controle de enzimas antioxidantes. Para tanto, células das linhagens HL-60 (humana, promielocítica) e NSO (murina, mielômica) serão tratadas com diferentes concentrações de colesterol e ácido araquidônico e a atividade das principais enzimas antioxidantes: catalase, superóxido dismutase e glutationa peroxidase, será determinada. Os níveis de mRNA e de proteínas correspondentes a essas enzimas serão acessados por "Northern" e "Western blot", respectivamente. Possíveis vias de ação dos lipídios sobre o DNA serão então avaliados pelo uso de substâncias antioxidantes, inibidores da síntese de eicosanóides e pelo estudo da distribuição dos lipídios em diferentes frações celulares. (AU)