Busca avançada
Ano de início
Entree

A concepção de lei natural em Tomás de Aquino

Processo: 00/03688-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2000
Vigência (Término): 30 de setembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Carlos Arthur Ribeiro Do Nascimento
Beneficiário:Edvaldo Renê Míssio
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

A doutrina da lei e do direito natural tem uma larga tradição na cultura ocidental. Remontado ao pensamento grego e recebendo uma contribuição significativa dos romanos, adquiriu um notável impulso e projeção com a fundamentação teológica e desenvolvimento filosófico que lhe deram os autores cristãos, entre eles Tomás de Aquino. O objetivo da pesquisa, nesta direção, é apresentar a doutrina de Tomás de Aquino sobre a lei natural exposta nas questões sobre a lei (q. 90-108), na la. Ilae. da Suma de Teologia. A partir de uma ampla visão sobre a lei em geral (de lege in communi) - definição, diversidade, aplicabilidade - o estudo concentra-se na concepção de lei natural (q. 94), objetivando esclarecer sua essência ou natureza, objeto, conteúdo e propriedades. Justifica-se a pesquisa em função de sua importância histórica e pelo fato de que o tema atualmente constitui objeto relevante na discussão entre teólogos, filósofos e juristas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MÍSSIO, Edvaldo Renê. A concepção de lei natural em Tomas de Aquino. 2002. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.