Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos da expressão do gene THI1 em plantas selvagens e transgênicas de Arabidopsis thaliana

Processo: 98/01478-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marie-Anne van Sluys
Beneficiário:Flavia Stal Papini Terzi
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Mecanismos de reparo de DNA são fundamentais para a manutenção da integridade e do funcionamento do genoma dos organismos. Os processos de reparo são bem conhecidos em microorganismos e em vários eucariotos. Entretanto, em plantas, as vias de reparo de DNA foram ainda pouco estudadas. O gene thi1 foi clonado na tentativa de isolar genes, em plantas, ligados a mecanismos de tolerância a lesões no DNA. Este clone foi obtido de uma biblioteca de cDNA de Arabidopsis thaliana por sua capacidade de aumentar a sobrevivência de bactérias deficientes em reparo de DNA, frente a agentes genotóxicos. Uma grande homologia com um gene de levedura (thi4) que participa da via de síntese da tiamina (vitamina B1) foi encontrada e o clone thi1 foi capaz de complementar a auxotrofia para tiamina de leveduras mutantes para thi4. Da mesma forma, estes mutantes mostraram-se mais sensíveis à luz UV. Esses resultados sugerem que o gene thi1 possa ter atuação em duas vias metabólicas distintas e isso torna seu estudo mais interessante. Este projeto tem como objetivo o esclarecimento da função do gene thi1 de A. thaliana através de estudos de expressão em diferentes condições fisiológicas, análises de sensibilidade à luz UV e transformação de plantas mutantes e selvagens com o gene nas orientações sense e antisense. Os vetores de transformação foram construídos e os experimentos de transformação, irradiação e análise da expressão já foram iniciados. Os dados obtidos serão analisados de forma comparativa entre plantas selvagens, mutantes e transgênicas. Estudos do DNA genômico isolado de plantas de A. thaliana geraram informações importantes sobre o tamanho do gene, localização provável de introns, sítios de restrição e número de cópias no genoma. Análise da expressão via Northern blot revelaram uma baixa expressão do gene no escuro e a presença de mais de um tipo de moléculas de RNA sendo produzidas e armazenadas. Novos experimentos serão feitos para confirmar os dados obtidos. (AU)