Busca avançada
Ano de início
Entree

O ciclo estral e a resposta celular a insulina em ratas normais: a influência da glândula pineal e da área retroquiasmática lateral

Processo: 98/11274-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 1998
Vigência (Término): 31 de outubro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Fabio Bessa Lima
Beneficiário:Luciana Catunda Brito
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estrógenos   Ciclo estral animal   Glândula pineal   Progesterona   Insulina

Resumo

A resposta celular à insulina oscila conforme a fase do ciclo estral em ratas. Este, por sua vez, é controlado por estruturas neurais localizadas no hipotálamo (n. supraquiasmático, área pré-óptica) que modulam a atividade de outras regiões neurais (incluindo a gl. pineal) interferindo no controle da atividade reprodutora do animal. Há evidências de que a área retroq. lat. exerce influências; inibitórias sobre a gl. pineal. Esta produz melatonina que, em roedores, apesar de ser antigonadotrófica, potência ações biológicas da insulina. Por outro lado, estrógenos e progesterona atuam diretamente modificando a resposta celular à insulina. Assim, por meio de lesões dessas 2 estruturas neurais, com a alteração do perfil hormonal ao longo do ciclo estral avaliaremos como as interações hormonais (estrógenos, progesterona e melatonina) atuam na regulação da ação da insulina. (AU)