Busca avançada
Ano de início
Entree

Letrados e dirigentes: o universo sócio-cultural dos advogados em Minas Gerais (1751-1808)

Processo: 01/02862-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2001
Vigência (Término): 30 de junho de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Álvaro de Araujo Antunes
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

Este projeto de pesquisa enfoca os advogados que atuaram em Vila Rica e Mariana, Minas Gerais, entre a segunda metade dos setecentos e princípios dos oitocentos. Tem por objetivo descortinar os aspectos vividos da Justiça em Minas Gerais, capitania de vital importância à Coroa Portuguesa, através de um enfoque sociocultural. Nesse sentido, pretende-se investigar: a função que os advogados desempenhavam na representação do poder régio; as redes de sociabilidade que firmavam; a composição de suas "livrarias", suas práticas de leituras e as apropriações que faziam destas para a composição de seus discursos nos pleitos judiciais; bem como, os micropoderes associados às posições de letrados e de dirigentes que ocupavam. Por meio da investigação desses aspectos, acredita-se ser possível perceber qual o efetivo papel que os advogados coloniais desempenhavam junto à administração da Justiça, principal via de reconhecimento do poder régio. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANTUNES, Álvaro de Araujo. Fiat justitia : os advogados e a pratica da justiça em Minas Gerais (1750-1808). 2005. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.