Busca avançada
Ano de início
Entree

Características da capa externa: níveis hormonais e produção de leite em vacas da raça Holandesa, em ambiente quente e seco

Processo: 98/04165-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1998
Vigência (Término): 30 de setembro de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Roberto Gomes da Silva
Beneficiário:Débora Andréa Evangelista Façanha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil

Resumo

A produção de leite brasileira, embora crescente, não tem atendido à demanda por parte da população e pela indústria de laticínios. No sentido de reverter este quadro, vem sendo adotada a seleção de animais leiteiros especializados, sobretudo a raça holandesa. No entanto, pouca ênfase tem sido dada à seleção baseada em características fisiológicas e físicas que favoreçam a adaptação desses animais a ambientes quentes e secos. Neste contexto, o presente estudo propõe-se a determinar a ocorrência de variação anual nas características de pelame e nos níveis de hormônios relacionados com a lactação, bem como de hormônios indicadores do estresse, em vacas da raça Holandesa, na região equatorial do Brasil, onde o estresse por calor é constante. Serão utilizadas pelo menos 200 vacas adultas e em lactação, pertencentes a três rebanhos, localizados nos municípios de Quixeramobim, Caucaia e Maranguape, no estado do Ceará. Estes animais serão classificados de acordo com a idade, estágio de lactação, ordem de parto, rebanho, origem e outros padrões a serem estabelecidos por ocasião da sua escolha. Em quatro ocasiões durante cada ano da fase experimental (solstícios e equinócios) serão determinadas nos animais as seguintes variáveis: proporção de área de malhas negras em relação à área corporal, espessura da capa, comprimento médio dos pêlos, densidade numérica do pelame (número de pêlos/cm2), densidade de massa do pelame (peso de 1 cm3 de pelame), níveis séricos de Triiodotironina (T3), Tiroxina (T4), Cortisol, Hormônio do Crescimento (GH) e produção de leite por lactação. Durante todo o período experimental serão coletados os seguintes dados meteorológicos nos locais onde vivem os animais: temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade dos ventos, radiação solar e insolação. A análise dos dados será feita usando-se o método dos quadrados mínimos, considerando-se um modelo tal como: Y ijklm = μ + Fi+ rj + ajk + el + ε ijklm ; onde Y ijklm é a m-ésima observação de uma das variáveis (y2 a y10); μ é a média geral; Fi é um conjunto de efeitos fixos (idade, estágio de lactação, ordem de parto, origem, área de malhas negras, etc.); rj é o efeito de rebanho; a é o efeito de animal dentro do rebanho; el é o efeito da época do ano e ε ijklm, o resíduo. Análises multivariadas poderão ser também consideradas a fim de relacionar o desempenho produtivo com as demais variáveis medidas nos animais e com as variáveis ambientais. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FAÇANHA, Débora Andréa Evangelista. Variação de características do pelame, níveis de hormônios tireoideanos e produção de vacas leiteiras em ambiente quente e seco. 123 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias. Jaboticabal.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.