Busca avançada
Ano de início
Entree

Componentes antioxidantes do azeite de oliva: efeito protetor sobre o estresse oxidativo no músculo cardíaco

Processo: 01/10978-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2002
Vigência (Término): 31 de agosto de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Ethel Lourenzi Barbosa Novelli
Beneficiário:Luciane Aparecida Faine
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Azeite de oliva   Antioxidantes   Dieta   Espécies de oxigênio reativas

Resumo

Apesar de existirem evidências científicas que fundamentam os efeitos benéficos da suplementação da dieta com azeite de oliva, o componente responsável pela atividade antioxidante ainda não foi identificado. O consumo elevado de azeite de oliva pode não ser o caminho correto para combater espécies reativas de oxigênio, desde que as propriedades antioxidantes relacionadas aos componentes polifenólicos dos diferentes azeites, podem ser destruídas, dependendo do tipo de procedimento usado na obtenção e envasamento do azeite. Ácidos graxos presentes no azeite, quando oxidados no músculo cardíaco, induzem elevada captação de oxigênio, podendo constituir fonte endógena para liberação de espécies reativas de oxigênio, e indução do estresse oxidativo. No presente trabalho será estudado o efeito protetor da suplementação nutricional da dieta com azeite de oliva extra-virgem, com o polifenol, 3,4-dihidroxifeniletanol (3,4-DPE) e com o ácido oléico, sobre o estresse oxidativo no músculo cardíaco de ratos, visando determinar o potencial antioxidante e identificar o componente antioxidante do azeite de oliva. Pretende ainda ampliar os conhecimentos sobre os efeitos desses compostos sobre lipídios lipoproteínas e lipoperóxidos séricos. Serão determinados parâmetros bioquímicos do estresse oxidativo no soro e músculo cardíaco (ventrículo esquerdo) de ratos controle, submetidos ao estresse oxidativo, tratados com azeite de oliva extra-virgem, com o 3,4-DPE e com o ácido oléico. (AU)