Busca avançada
Ano de início
Entree

Anatomia, ultraestrutura e histoquímica das estruturas secretoras em órgãos reprodutivos de espécies de Anacardiaceae do cerrado no estado de São Paulo

Processo: 01/12178-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2002
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Sandra Maria Carmello-Guerreiro
Beneficiário:Ana Paula Stechhahn Lacchia
Instituição Sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Histoquímica vegetal   Anatomia vegetal   Estruturas secretoras em plantas   Anacardiaceae   Cerrado
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Anacardiaceae | Anatomia | Cerrado | Estruturas Secretoras | Histoquimica | Ultra-Estrutura

Resumo

Embora algumas das peculiaridades estruturais das plantas do cerrado sejam bem conhecidas, as informações na literatura são limitadas a poucas espécies e têm acesso restrito, uma vez que, estão contidas em teses e dissertações não publicadas. Muitos dos aspectos da morfologia, anatomia, histoquímica e ultra-estrutura da maioria dos representantes deste bioma, como os representantes da família Anacardiaceae são desconhecidos frente à riqueza e diversidade desta formação. As Anacardiaceae além de apresentarem inúmeros canais secretores podem possuir tricomas unicelulares, unisseriados e glandulares variando muito na forma, posição e tamanho, além de inúmeros idioblastos, principalmente taníferos. Freqüentemente, o material secretado é heterogêneo quanto à composição química, constituindo-se numa mistura de substâncias, como é o caso das mucilagens, resinas, óleo-resinas, goma-resinas e látices e têm reconhecido valor biológico, medicinal e econômico. Mediante o exposto, este trabalho tem como objetivo caracterizar anatomicamente as estruturas secretoras presentes nos órgão reprodutivos de Lithraea molleoides e Tapirira guianenses; avaliar a dinâmica do processo secretor acompanhando as alterações em nível sub-celular por meio de análises ultra-estruturais, bem como a natureza química do secretado por meio da histoquímica e comparar os resultados obtidos com investigações, já realizadas, em órgão vegetativos destas mesmas espécies. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANA PAULA STECHHAHN LACCHIA; ELISABETH EMILIA AUGUSTA DANTAS TÖLKE; DIEGO DEMARCO; SANDRA MARIA CARMELLO-GUERREIRO. Presumed domatia are actually extrafloral nectaries on leaves of Anacardium humile (Anacardiaceae). Rodriguésia, v. 67, n. 1, p. 19-28, . (96/12345-5, 03/13556-5, 01/12178-1, 14/18002-2)
TOLKE, E. D.; LACCHIA, A. P. S.; LIMA, E. A.; DEMARCO, D.; ASCENSAO, L.; CARMELLO-GUERREIRO, S. M.. Secretory ducts in Anacardiaceae revisited: Updated concepts and new findings based on histochemical evidence. SOUTH AFRICAN JOURNAL OF BOTANY, v. 138, p. 394-405, . (01/12178-1, 14/18002-2, 03/13556-5, 96/12345-5, 19/10636-6)
ELISABETH EMILIA AUGUSTA DANTAS TÖLKE; ANA PAULA STECHHAHN LACCHIA; DIEGO DEMARCO; SANDRA MARIA CARMELLO-GUERREIRO. Pericarp ontogeny of Tapirira guianensis Aubl. (Anacardiaceae) reveals a secretory endocarp in young stage. Acta Botanica Brasilica, v. 31, n. 3, p. 319-329, . (03/13556-5, 01/12178-1, 00/12469-3, 14/18002-2, 96/12345-5, 11/02293-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.