Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta adaptativa do débito cardíaco ao exercício físico: modulação pela vasopressina no núcleo do trato solitário

Processo: 98/11079-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1998
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Lisete Compagno Michelini
Beneficiário:Silvia Elena Dias Martuchi
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Débito cardíaco   Exercício físico   Pressão sanguínea   Tronco cerebral   Vasopressinas

Resumo

A modulação dos parâmetros cardiovasculares durante o exercício físico é efetuada por mecanismos ainda não totalmente esclarecidos. Observa-se aumento moderado de pressão arterial concomitante a uma intensa taquicardia. A resposta de freqüência cardíaca constitui um mecanismo extremamente preciso e seletivo que garante a manutenção do débito cardíaco e fluxo sangüíneo adequados à musculatura ativa. Aceita-se que o controle circulatório durante o exercício físico seja realizado por um comando central (antecipatório) e um mecanismo tipo "feedback" desencadeado por mecano e quimiorreceptores de áreas cardiovasculares e de musculatura ativa (Mitchell, 1990; Rowell, 1992; Rowell & O'Leary, 1990). Em estudo prévio realizado em nosso laboratório (Dufloth et al, 1997), demonstramos que as sinapses vasopressinérgicas ao núcleo do trato solitário modulam a taquicardia do exercício, sendo o objetivo deste estudo investigar se esta modulação pela vasopressina também se reflete no débito cardíaco. (AU)