Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade fungicida e secretora de macrófagos de camundongos infectados pelo P. brasiliensis

Processo: 01/14261-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de março de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Vera Lucia Garcia Calich
Beneficiário:Adriana Pina
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/13766-0 - Paracoccidioidomicose pulmonar em camundongos isogênicos: caracterização de mediadores da imunidade natural e adquirida que determinam resistência ao fungo, AP.TEM

Resumo

Uma visão em conjunto do modelo de PCM estabelecido em nosso laboratório indica que os macrófagos são importantes células efetoras da imunidade protetora contra o fungo P.brasiliensis e que o óxido nítrico (NO) é um mediador de grande importância neste processo. Por outro lado, as citocinas exercem um papel imunomodulador da doença e parecem ser determinantes do padrão protetor ou não da resposta imune adquirida. Pretendemos estudar o comportamento dos macrófagos peritoneais e alveolares de camundongos susceptíveis (B10.A), resistentes (A/J) e camundongos geneticamente deficientes de IL-12, IFN-gama, IL-4 e NO sintase 2 frente à infecção pelo fungo. Adicionalmente, os efeitos moduladores da IL-12 e do IFN-gama serão também caracterizados. Serão estudados macrófagos normais e nos períodos de 48h e 2 meses após infecção intratraqueal ou intraperitoneal. Este estudo se justifica, pois no modelo de resistência e susceptibilidade de hospedeiros ao P.brasiliensis nunca foi previamente caracterizada a atividade fungicida de macrófagos e este projeto poderá trazer novos esclarecimentos sobre os mecanismos imunoprotetores na paracoccidioidomicose pulmonar. (AU)