Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da extendina como o receptor de 66kDa de PrPc e seu papel na diferenciação celular

Processo: 00/07915-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2000
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Vilma Regina Martins
Beneficiário:Marilene Hohmuth Lopes
Instituição-sede: Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer (ILPC). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:99/07124-8 - Papel da proteína prion celular em processos fisiológicos e patológicos, AP.TEM
Assunto(s):Proteínas priônicas   Príons   Doenças priônicas   Laminina

Resumo

Os príons são agentes infecciosos puramente protéicos que estão envolvidos com doenças degenerativas no homem e em animais. A forma infecciosa é homóloga a uma proteína celular conhecida por prions celular (PrPc) (Prusiner, 1991). A etiologia das doenças priônicas já foi extensamente estudada, entretanto, pouco se sabe a respeito da função da proteína celular normal. Nosso grupo mostrou a existência de uma proteína receptora (ligante) de PrPc (Martins e cols, 1997). Recentemente, identificamos por "Western blot' em gel bidimensional seguido de seqüenciamento, que a proteína receptora de PrPc é extendina. Além disso mostramos que PrPc interage especificamente com laminina. Esta interação é importante na adesão e na diferenciação (neuritogênese) de células PC-12 e neurônios de culturas primárias de ratos e camundongos (Graner e cols., 2000). É necessário portanto realizar ensaios que comprovem a interação de extendina a PrP e avaliar a participação da extendina na interação PrPc-Laminina. (AU)