Busca avançada
Ano de início
Entree

Tipagem molecular de diferentes amostras de Cryptococcus neoformans e correlação com suscetibilidade a drogas antifúngicas

Processo: 97/09703-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 1998
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2000
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Maria José Soares Mendes Giannini
Beneficiário:Ana Marisa Fusco Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Tipagem molecular   Micoses   Criptococose   Cryptococcus neoformans   AIDS

Resumo

A criptococose, micose produzida pela levedura Cryptococcus neoformans, tem emergido como importante infecção oportunista, causando principalmente a neurocriptococose em portadores da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), sendo cem vezes mais freqüentes nestes pacientes, e ocupando o 6º lugar entre as infecções. Nestes pacientes a infecção é bastante persistente levando freqüentemente a óbito. Recentemente muitos trabalhos tem sido relatados com o objetivo de esclarecer se esta persistência é decorrente da aquisição de resistência a determinadas drogas antifúngicas ou devido a exposição destes pacientes a outras cepas. Apesar de haver dados de estudos brasileiros relativos ao agente etiológico desta doença, a poucos relatos da existência de subtipos moleculares, os quais poderiam dar subsídios para diferenciação entre as diversas cepas associadas à infecção. O uso de drogas antifúngicas, como Anfotericina B, Fluconazol e Fluocitosina, ou suas combinações em pacientes infectados tem sido empregado e tem sido registrado casos de resistência. O estudo sobre suscetibilidade a antifúngicos assume, portanto grande importância ao lado do maior conhecimento das cepas infectantes. Para isso serão desenvolvidos estudos no sentido de se determinar o padrão cariotípico e a presença de polimorfismo por RAPD em amostras de Criptococcus neoformans do Estado de São Paulo e a determinação da suscetibilidade ou resistência a drogas antifúngicas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ANA MARISA FUSCO ALMEIDA. Análise do cariótipo eletroforético de diferentes amostras de Cryptococcus noformans e correlação com suscetibilidade a drogas antifúngicas. 90 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Quimica. Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.