Busca avançada
Ano de início
Entree

O conceito de capital fictício e o sistema de crédito em Marx

Processo: 02/11352-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2003
Vigência (Término): 31 de março de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - Teoria e Filosofia da História
Pesquisador responsável:Jorge Luís da Silva Grespan
Beneficiário:Caio Roberto Bourg de Mello
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Capital financeiro   Crédito   Economia marxista

Resumo

A pesquisa visa a análise do conceito de capital fictício na teoria do valor de Marx, exposto na seção V do livro terceiro de O Capital. Para tanto, será necessário refazer o processo de elaboração da crítica de Marx à economia política clássica, cuja sistematização inicia-se com os Grundrisse e estende-se até a publicação do livro primeiro de O Capital, à exceção de desenvolvimentos posteriores realizados por Marx, sobretudo nos cadernos referentes ao livro segundo. Neste intervalo encontra-se, em diferentes níveis de elaboração, a exposição do sistema de crédito e do capital portador de juros, pré-condições necessárias para o desenvolvimento do capital fictício. Serão investigadas também as relações entre o sistema de crédito, o capital fictício e a teoria do dinheiro em Marx como pressuposto para a avaliação do estatuto do capital fictício no interior de uma teoria das crises da economia capitalista. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.