Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da expressão gênica e do processo de apoptose pela radiação gama e 3-aminobenzamida em células de mamíferos

Processo: 98/03826-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 1998
Vigência (Término): 30 de setembro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Elza Tiemi Sakamoto Hojo
Beneficiário:Renato Sousa Cardoso
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Radiação ionizante   Expressão gênica   Oncogenes   Apoptose

Resumo

Frente às injúrias causadas à molécula de DNA pela exposição à radiação ionizante, a célula pode desenvolver complexos mecanismos de reparo, seguir em direção a apoptose, ou ainda continuar a replicação perpetuando mutações no genoma. Há evidências de que a exposição à radiação ionizante é capaz de modular a expressão do oncogene ras, levando à indução de radiorresistência em células de mamíferos, além de influenciar a resistência destas à indução de apoptose. O objetivo do presente trabalho é estudar a modulação da expressão do gene ras por diferentes doses de radiação ionizante sob a influência da 3-aminobenzamida (3AB), um inibidor da enzima poli (ADP-ribose) polimerase (PARP). Esta provavelmente encontra-se envolvida em um dos passos da cascata de eventos que sucedem a indução de quebras nas cadeias do DNA, envolvendo os processos de reparo de DNA, duplicação e recombinação, bem como a ativação transcricional de genes reguladores e a apoptose. Paralelamente ao estudo da expressão do gene ras serão também realizados experimentos para a detecção e quantificação de células apoptóticas em culturas de fibroblastos normais (células Balb/3T3-clone A31) e em células da mesma linhagem transfectadas (clone B61) com o oncogene ras. A detecção e a quantificação relativa do mRNA ras serão realizadas por Northern blot e dot-blot respectivamente, usando-se a sonda do gene ras e como controle, a sonda de DNAc da f3-actina murina, a fim de se avaliar o grau de expressão do gene ras pela radiação ionizante na presença do inibidor 3-AB. As células apoptóticas deverão ser detectadas e quantificadas por meio da análise de fragmentação do DNA e da técnica de coloração in situ com três corantes fluorescentes diferentes. A análise da expressão do oncogene ras paralelamente à detecção da apoptose induzida possibilitará a quantificação dos níveis de indução do gene por diferentes doses de radiação ionizante correlacionada ao processo de morte celular programada e além disso, os resultados a serem obtidos poderão fornecer alguma informação importante sobre o possível envolvimento da enzima PARP no mecanismo de expressão do gene ras nas células irradiadas. (AU)