Busca avançada
Ano de início
Entree

Desolado sertão: a colonização portuguesa do Médio São Francisco 1694:1777

Processo: 01/14350-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2002
Vigência (Término): 30 de abril de 2006
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Fernando Antonio Novais
Beneficiário:Maria Fátima de Melo Toledo
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Essa pesquisa tem por objetivo estudar a colonização portuguesa da região média do Vale do Rio São Francisco, cuja base foi a expansão da pecuária, "atividade econômica de características radicalmente distintas das da unidade açucareira", como escreveu Celso Furtado, resultando, porém, numa estrutura sócio-econômica que reproduziu e perpetuou a estrutura social do setor açucareiro, fundada na grande propriedade rural e no emprego da mão-de-obra escrava. A definição da estrutura sócio-econômica sertaneja e sua semelhança com a estrutura das grandes unidades exportadoras do litoral serão explicadas a partir do conceito de colonização que adotaremos para nortear essa análise: trata-se de entender colonização como "ocupação, povoamento e valorização econômica" de certa região, conforme definido por Fernando Novais, isto é, um processo colonizador orientado pela política mercantilista das monarquias européias centralizadas, visando à expansão do setor mercantil na metrópole. Assim, o processo de colonização do sertão do São Francisco será estudado como um fenômeno global, isto é, um processo que é ao mesmo tempo político, econômico e cultural. Na sua componente política, a colonização se faz através da centralização do poder real nas mãos da autoridade colonial. No campo econômico, esse processo se expressa na expansão do comércio colonial e na sua vertente cultural ele se dá por intermédio da catequese dos indígenas que habitavam aquela região. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)