Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas de PLGA para liberação sustentada da zinco (II) ftalocianina: estudo fotofísicos e fotoquímicos, preparação caracterização e avaliação "in vitro" e "in vivo"

Processo: 02/04576-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2002
Vigência (Término): 30 de junho de 2005
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Juliana Maldonado Marchetti
Beneficiário:Eduardo Ricci Júnior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil

Resumo

Dentre os novos sistemas de liberação de fármacos desenvolvidos atualmente, destacam-se as nanopartículas, partículas poliméricas sólidas que contém um fármaco encapsulado. Elas são estáveis podendo ser preparadas a partir de polímeros biodegradáveis naturais ou sintéticos capazes de sofrer degradação in vivo, sendo o copolímero ácido lático-co-glicólico (PLGA) um dos mais utilizados devido a sua excelente biocompatibilidade e biodegradabilidade. A terapia fotodinâmica (TFD) é uma modalidade terapêutica utilizada no tratamento de câncer e envolve a administração de agentes fotossensibilizantes e posterior irradiação com luz que, em presença de oxigênio molecular produz formas reativas do oxigênio capazes lesar componentes vitais das células neoplásicas, levando-as a apoptose. A zinco (II) ftalocianina (ZnPc) é um dos agente fotossensibilizantes mais utilizados na TFD, é lipofílica e tem a capacidade de acumular nas células neoplásicas. Assim, a proposta deste projeto é o desenvolvimento de um sistema nanoparticulado que possibilite a liberação sustentada da ZcPc. Serão realizados ensaios para a caracterização físico-química dos sistemas obtidos e estudos de liberação in vitro, capazes de avaliar a viabilidade da sua utilização como um sistema para a veiculação da ZnPc visando a otimização da terapia do câncer utilizada na TFD. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.