Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismo de antimutagenicidade do Agaricus blazei Murrill sobre lesões no DNA induzidas em múltiplos órgãos de ratos Wistar

Processo: 02/06526-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2002
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Lucia Regina Ribeiro
Beneficiário:Marina Mariko Sugui
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/07726-5 - Cogumelos comestíveis e medicinais: tecnologia de cultivo, caracterização bioquímica e efeitos protetores dos cogumelos Agaricus blazei Murril (cogumelo-do-sol) e Lentinula edodes (Berk.) Pegler, AP.TEM

Resumo

O presente projeto intitulado "Mecanismos de antimutagenicidade do Agaricus blazei Murrill sobre lesões no DNA induzidas em múltiplos órgãos de ratos Wistar", é parte do Projeto Temático "Cogumelos comestíveis e medicinais: tecnologia de cultivo, caracterização bioquímica e efeitos protetores dos cogumelos Agaricus blazei Murrill (cogumelo do sol) e Lentinula edodes (Berk) Pegler (Shiitake)" apoiado pela FAPESP (Proc. nº 98/077/26-5) e dará seqüência a estudo anteriormente realizado no Núcleo de Avaliação Toxicogenética e Cancerígena (TOXICAN), cujos resultados mostraram o potencial antimutagênico do Agaricus blazei Murrill, sem no entanto, definir se esse efeito é órgão/tecido específico e quais mecanismos poderiam estar associados à essa ação protetora. O estudo ora proposto visa, avaliar o efeito protetor do cogumelo Agaricus blazei Murrill e seus possíveis mecanismos de ação sobre múltiplos órgãos (fígado, bexiga e cólon) de ratos expostos a compostos genotóxicos/mutagênicos. Serão realizados o ensaio cometa, o teste do micronúcleo e o teste de focos de criptas aberrantes. Assim, os delineamentos experimentais permitirão avaliar o efeito do cogumelo sobre a genotoxicidade e mutagenicidade quimicamente induzida em fígado e bexiga e sobre lesões pré-neoplásicas de cólon, in vivo. Ensaios subseqüentes in vitro, a partir dos resultados dos testes in vivo, serão realizados para elucidar o(s) mecanismo(s) de proteção. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SUGUI, Marina Mariko. Mecanismos de antimutagenicidade do cogumelo Agaricus brasiliensis sobre lesões no DNA induzidas in vivo e in vitro. 2006. 43 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina. Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.