Busca avançada
Ano de início
Entree

Marcadores moleculares no estudo das relações de afinidade e filogenéticas entre espécies da seção rhizomatosae, gênero Arachis

Processo: 98/06744-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1998
Vigência (Término): 31 de outubro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Catalina Romero Lopes
Beneficiário:Paula Macedo Nobile
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Marcador molecular   Arachis   Banco de sementes   Melhoramento genético vegetal

Resumo

O gênero Arachis, exclusivo da América do Sul, é constituído por 69 espécies descritas, das quais a maioria distribui-se pelo território brasileiro. O conhecimento e manutenção das espécies selvagens desse gênero em bancos de germoplasma é de fundamental importância para a preservação da flora brasileira, para o aproveitamento desses recursos genéticos e para o desenvolvimento de programas de melhoramento de espécies comerciais. No gênero destaca-se, pela sua grande importância na alimentação humana, o amendoim cultivado, além de espécies forrageiras. A primeira espécie explorada para forragem foi A. glabrata, da qual, nos EUA, a partir de apenas 2 acessos de A. glabrata, originou-se a cultivar "Florigraze", que se revelou um grande sucesso para a produção de pastagens. Atualmente já está consolidada no mercado, substituindo a alfafa. Na América do Sul e principalmente no Brasil, sabe-se que há por volta de 300 acessos silvestres de A. glabrata, ainda não explorados pelos agricultores. Estes se forem devidamente investigados, poderão estar disponíveis para futuros projetos, que possibilitarão seu aproveitamento comercial no país nativo, o Brasil. Em vista disto, o presente projeto se propõe realizar por meio da caracterização molecular, a análise de afinidade entre acessos e espécies da seção Rhizomatosae, disponíveis no "Banco de Germoplasmas de Espécies Silvestres do Gênero Arachis", que contém mais de 1300 acessos e que está localizado em Brasília, sendo mantido pelo órgão governamental EMBRAPA/Cenargen. Propõe-se também a inferir sobre as relações filogenéticas entre essas espécies. Para a caracterização molecular serão utilizadas as técnicas de RAPD (polimorfismo de DNA amplificado ao acaso) e AFLP. (polimorfismo de comprimento de fragmentos amplificados), a primeira caracterizada pela rapidez e simplicidade e a segunda por permitir uma identificação individual de cada membro da amostra a ser avaliada. A análise dos dados será feita por programa computacional, aplicada a matriz binominal de dados (presença/ausência de bandas no gel), com a qual será calculado o grau de similaridade entre os acessos e espécies pelo coeficiente de similaridade de Jaccard, submetido à análise de agrupamento através do método Neighbor-Joining. Outras metodologias de análise computacional poderão ser utilizadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NOBILE, Paula Macedo. Marcadores moleculares no estudo das relações de afinidade e filogenéticas entre e dentro das espécies da seção Rhizomatosae, gênero Arachis. 62 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Botucatu). Botucatu.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.