Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica da comunidade meiobentônica da enseada de Picinguaba e plataforma interna adjacente, Ubatuba, SP

Processo: 98/15417-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2000
Vigência (Término): 31 de agosto de 2003
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Thais Navajas Corbisier
Beneficiário:Rita Rosário Curvelo
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Este projeto tem como objetivo o estudo da ecologia de Copepoda Harpacticoida na plataforma continental e talude superior da região sudeste do Brasil, entre as latitudes de 23º e 29ºS, visando à análise da estrutura das associações de espécies, em termos de composição específica, diversidade, densidade e biomassa em relação a fatores ambientais. O material foi coletado em cruzeiros do N/Oc Prof. Besnard com amostrador box corer, na plataforma externa e parte superior do talude, entre as isóbatas de 78 e 980 m, em 1997 e será coletado na plataforma interna e externa, ao largo de Cabo Frio (RJ) e de São Sebastião (SP), entre as isóbatas de 30 e 100 m, em 1999. O material para identificação faz parte de estudos sobre a meio fauna bentônica envolvidos nos projetos institucionais, em andamento no Instituto Oceanográfico, "Importância e Caracterização da Quebra da Plataforma Continental para Recursos Vivos e Não Vivos" (CNPq - PADCT, processo no. 62.0314/92-3) e "Dinâmica do Ecossistema de Plataforma da Região Oeste do Atlântico Sul" (DEPROAS) (PRONEX, convênio 41.96.0934.00). Por se tratar de projetos multidisciplinares, possibilitarão o estudo das características estruturais das associações de espécies de Copepoda Harpacticoida em conjunto com outros aspectos como presença de massa d'água, produção primária fitoplanctônica, biomassa microfitobentônica, tipo de sedimento, e variação temporal em ambiente de ressurgência, ou sob influência sazonal da Água Central do Atlântico Sul (ACAS), complementando a análise da meio fauna no ecossistema. Parte do material já esta coletado (70%) e em fase de triagem. (AU)