Busca avançada
Ano de início
Entree

A coerência teórica em sessões de psicoterapia comportamental no manejo de eventos privados: uma comparação entre o atendimento de clientes com comportamento obsessivo-compulsivo e clientes com outros tipos de queixa

Processo: 99/07316-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1999
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Maria Amalia Pie Abib Andery
Beneficiário:Denis Roberto Zamignani
Instituição-sede: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Psicoterapia   Análise do comportamento   Transtorno obsessivo-compulsivo   Behaviorismo

Resumo

O presente projeto tem como objetivo verificar se o terapeuta é coerente com a teoria behaviorista radical no manejo de questões que envolvem eventos privados. O transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é um problema de alta prevalência na população. Sua definição nos manuais de psiquiatria é incompatível com os pressupostos teóricos da análise do comportamento, já que atribui a um evento privado (obsessão) o status de causa iniciadora de um comportamento aberto (compulsão). Tendo como hipótese que esta pode ser uma variável determinante de Incoerência teórica do terapeuta, compararemos o desempenho do mesmo terapeuta no atendimento a um cliente portador de TOC com o atendimento a um cliente sem queixa psiquiátrica. Serão participantes da pesquisa dois terapeutas, cada um deles atendendo dois clientes, um portador de TOC e outro sem queixa psiquiátrica. Serão filmadas, observadas e transcritas três sessões de atendimento com cada cliente de cada terapeuta, totalizando doze sessões. As transcrições serão analisadas em busca de episódios verbais nos quais o terapeuta verbaliza relações entre eventos e cada uma das relações estabelecidas pelo terapeuta será avaliada de acordo com os pressupostos teóricos do behaviorismo radical. (AU)