Busca avançada
Ano de início
Entree

Viabilidade econômica e renda nos assentamentos rurais

Processo: 00/12646-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2001
Vigência (Término): 31 de outubro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Extensão Rural
Pesquisador responsável:Mauro José Andrade Tereso
Beneficiário:Carlos Henrique Nunes
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil

Resumo

Findo o regime militar, com a redemocratização, observou-se o crescimento numérico dos assentamentos rurais. Também o número de trabalhos científicos destinados a avaliar a performance destes projetos de reforma agrária cresceu. Os estudos referentes à organização da produção e à atividade econômica têm sido orientados dentro de uma lógica de êxito e fracasso. Avaliações censitárias discordam, metodologicamente, quanto ao uso ou não do auto-consumo na determinação da renda do assentado. Se com razão não se pode incluir um bem de uso na contabilidade monetária da família assentada, também com razão não se pode ignorar que as referidas famílias têm no auto-consumo uma importante estratégia de reprodução da propriedade e melhoria da qualidade de vida de seus membros. Pretende-se discutir nesta tese o conceito de viabilidade econômica adequado à avaliação de famílias assentadas: limita-se ele ao âmbito econômico-monetário ou exige uma concepção mais ampla, que leve em conta a dinâmica da progressiva transformação de uma família excluída do mercado à uma família de consumidores e produtores sociais? Dessa maneira, através do estudo de alguns assentamentos no estado de São Paulo, pretendemos traçar um quadro evolutivo do papel da renda de auto-consumo relativa à renda monetária e às modificações na qualidade de vida da família assentada. (AU)