Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de propriedades óticas e magnéticas em compostos de alta correlação eletrônica

Processo: 00/00291-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2000
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Pesquisador responsável:Carlos Rettori
Beneficiário:Herculano da Silva Martinho
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:95/04721-4 - Estudo de materiais supercondutores, AP.TEM

Resumo

Propomos neste projeto o estudo de dois sistemas bastante interessantes no atual contexto da física do estado sólido, que são as peroviskitas que apresentam o fenômeno de magnetoresitência colossal e os supercondutores de alta temperatura crítica. Quanto às peroviskita, propomos a síntese e o estudo da separação de fases nos sistemas (La1-yNdy)2/3Ca1/3MnO3 (0<y<1), La1-xCaxMnO3 (0<x<1) e La2-xSrxMn3O7 por espectroscopia Raman. Estudos recentes mostram que esta técnica é sensível ao aparecimento de domínios com ordenamento de carga e orbital, efeito este que pode ter uma influência importante no aparecimento da magnetoresistência colossal nestes compostos. Já no caso dos supercondutores de alta Tc, mais especificamente nos compostos 123 RBa2Cu3O7-delta (R=terra rara) pretendemos realizar um estudo completo da simetria do "gap" supercondutor bem como excitações de campo cristalino e analisar o comportamento dos fônons óticos ativos em Raman em função da temperatura. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARTINHO, Herculano da Silva. Estudo de fônons, magnons e excitações eletrônicas em sistemas magnéticos e supercondutores. 2004. 102 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Física Gleb Wataghin Campinas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.