Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do estresse como fator etiológico da halitose através da análise dos compostos sulfurados voláteis

Processo: 98/01100-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 31 de outubro de 1999
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Jaime Aparecido Cury
Beneficiário:Celso da Silva Queiroz
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Halitose   Saliva   Estresse psicológico

Resumo

O estresse é apontado como um dos fatores etiológicos da halitose, pois diminui a salivação ocasionando maior acúmulo de células epiteliais, restos alimentares e de microrganismos na cavidade bucal. Diante disso, ocorre a metabolização desses substratos por bactérias proteolíticas, resultando em aminoácidos que contém grupos sulfidrilos (-SH), que liberam compostos sulfurados voláteis (VSC), responsáveis pelo odor fétido do hálito. O objetivo do trabalho é quantificar a relação entre estresse e a halitose através da mensuração dos compostos sulfurados voláteis, pois não existem trabalhos na literatura relacionando halitose com estresse, e também será avaliado o nível de correlação de VSC e o fluxo salivar. Serão utilizados 3 grupos de voluntários, sendo o grupo 1 composto por 80 alunos do 1º ano da FOP-UNICAMP analisados antes, durante e após o dia da avaliação de Bioquímica Geral; no grupo 2 serão utilizadas 50 mulheres durante o ciclo pré-menstrual; e no grupo 3 serão utilizados 50 aspirantes à parquedistas, antes, durante e após o 1º salto a ser realizado. O hálito bucal será quantificado utilizando-se um aparelho chamado Halímetro, o qual efetuará a dosagem dos compostos sulfurados voláteis em ppb (parte por bilhão), e será medido também o fluxo salivar dos voluntários. Os resultados serão apresentados em tabelas e gráficos, verificando-se a significância estatística entre as condições de estresse e o nível de compostos sulfurados voláteis. (AU)