Busca avançada
Ano de início
Entree

Cooperativismo em assentamentos de reforma agrária: um estudo comparativo

Processo: 00/12557-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2001
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Pesquisador responsável:Farid Eid
Beneficiário:Márcia Regina Vazzoler
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo fazer um estudo comparativo entre duas formas de gestão de cooperativas de produção agrícola: as chamadas tradicionais que funcionam em primeiro lugar como uma sociedade de capital; e as dos assentamentos de reforma agrária, organizadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), que funcionam como sociedade de pessoas. Pretendemos responder se existe uma "tendência" - nos moldes da leitura evolucionista marxista - das cooperativas de produção agrícola dos assentamentos de reforma agrária (CPAA) caminharem no mesmo sentido das cooperativas de produção agrícola tradicionais (CPAT), ou seja, se as primeiras ao longo do tempo se transformam em sociedade de capital ou se as mesmas buscam um caminho alternativo orientando-se por valores não mercantis, como a solidariedade, a autonomia, a igualdade e a democracia, ou se simplesmente se dissolvem. (AU)