Busca avançada
Ano de início
Entree

Elementos transponíveis P em populações de Drosophila sturtevanti

Processo: 97/14646-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Claudia Marcia Aparecida Carareto
Beneficiário:Luciane Madureira de Almeida
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia molecular   Drosophila   Sequências repetitivas dispersas   Técnicas de transferência de genes

Resumo

Elementos genéticos móveis são segmentos de DNA capazes de mudar sua posição no genoma dos organismos. Dentre o grande número de famílias de elementos genéticos móveis conhecidos, a família P merece destaque. Eles podem produzir um grupo de traços genéticos não-usuais conhecidos como "disgenesia híbrida", quando estão no seu estado ativo. Os elementos P são muito recentes no genoma de D. melanogaster uma vez que não ocorrem em estoques antigos de laboratório. Propõe-se que tenham sido introduzidos em D. melanogaster por alguma forma de transferência gênica interespecífica rara. Em outros grupos de Drosophila, como saltans, por exemplo, considera-se serem estes elementos muito antigos. Neste trabalho, pretende-se averiguar a ocorrência de elementos P em Drosophila sturtevanti através de duas abordagens, testes fenotípicos e análise de Southern blot. Serão estudadas cinco linhagens, provenientes de diferentes regiões geográficas e tendo sido coletadas entre 1950 e 1998. É um dos objetivos deste estudo procurar pela existência de linhagens M em estoques antigos de laboratório desta espécie. Serão realizados cruzamentos-diagnósticos a 27ºC entre as linhagens recém-coletadas e as antigas para medir o potencial de uma linhagem para induzir traços disgênicos (atividade P) e a presença de citotipo P. Para isso, cruzamentos serão realizados entre as linhagens antigas e as recém-coletadas. A porcentagem de disgenesia gonadal será considerada conforme Kidwell (1986). Será ainda feita a avaliação molecular da variabilidade das linhagens, quanto ao número de cópias completas e deletadas, a integridade do elemento e o grau de polimorfismo das seqüências P existentes nas diferentes linhagens, em relação à origem geográfica e ao tempo de manutenção em laboratório. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE ALMEIDA‚ L.M.; CARARETO‚ C.M.A. Identification of two subfamilies of micropia transposable element in species of the repleta group of Drosophila. Genetica, v. 121, n. 2, p. 155-164, 2004.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALMEIDA, Luciane Madureira de. Distribuição genômica do elemento transponível P em populações de Drosophila sturtevanti. 89 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas. São José do Rio Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.