Busca avançada
Ano de início
Entree

Vias paralelas no mecanismo de oxidação de metanol em eletrodos de Pt(HKL) modificados

Processo: 01/00717-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2001
Vigência (Término): 30 de junho de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Teresa Benita Iwasita de Vielstich
Beneficiário:Elisete Aparecida Batista
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Oxidação   Metanol   Eletro-oxidação   Eletrocatálise   Espectroscopia infravermelha

Resumo

A reação de oxidação de metanol em Pt, transcorre por um mecanismo de vias paralelas. Uma delas envolve a formação de CO adsorvido e sua oxidação a CO2. A outra acontece possivelmente através da formação de ácido fórmico e posterior oxidação a CO2. Esta última via tem sido pouco estudada e a tendência geral dos autores é não levá-la em conta. Assim, desconhece-se, a contribuição desta via à reação total, e os efeitos dos catalisadores sobre ela. No presente projeto propõe-se o estudo da reação de eletroxidação do metanol com ênfase nos efeitos da concentração do metanol sobre a velocidade de reação, aos fins de estabelecer a contribuição da via paralela à velocidade total de reação. Em termos de eletrocatálise, esta via ofereceria outras possibilidades de catalisar a reação, que ainda não foram exploradas. Por meio da espectroscopia de infravermelho será estudada a velocidade de formação de CO e a velocidade de oxidação a CO2 em soluções contendo concentrações variáveis de metanol. Os materiais de eletrodo a serem usados são Pt( 111) e Pt(111)/Ru. Neste último o rutênio será depositado por adsorção espontânea, a fim de obter depósitos menores do que uma monocamada. A composição e a topografia dos eletrodos será estabelecida por meio de microscopia de tunelamento. (AU)