Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos de ressonância magnética multinuclear, de propriedades físico-químicas e biológicas de quinazolinas polissubstituídas

Processo: 98/03627-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 1998
Vigência (Término): 30 de junho de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Roberto Rittner Neto
Beneficiário:Silvana Aparecida Rocco
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Propriedades físico-químicas   Ressonância magnética   Quinazolinas

Resumo

Este projeto propõe estudos de Ressonância Magnética Multinuclear (1H, 13C e 15N) de algumas quinazolinas polis-substituídas e de seus intermediários de síntese. Estes heterocíclicos, diversos inéditos, serão obtidos através da adaptação de métodos já descritos e de novos métodos ora propostos. Os seus espectros de RMN de 1H, 13 C e 15N serão determinados e, após a detalhada atribuição dos sinais, procurar-se-á interpretar as variações nos deslocamentos químicos em função das variações estruturais. Serão também efetuados cálculos de densidades de carga por métodos semi-empíricos (AM-1) e para alguns compostos por métodos ab initio (Gaussian), determinações do coeficiente de partição no sistema n-octanol/água (log P). A toxicidade desses eventuais fármacos será avaliada através da determinação da dose letal (LD50) e a sua atividade biológica quanto à sua ação inibidora sobre a atividade tirosina quinase do fator de crescimento epidérmico ("EGF"). Os dados obtidos sofrerão os tratamentos de correlação quantitativa com os efeitos dos substituintes ("LFER") e de estrutura-atividade ("QSAR"). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ROCCO, Silvana Aparecida. Estudos de ressonancia magnetica multinuclear e de propriedades fisico-quimicas e biologicas de quinazolinas polissubstituidas. 2002. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Quimica.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.