Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da fração (LMV-27) do veneno de Lachesis muta muta sobre a resposta de camundongos geneticamente selecionados para alta ou baixa produção de anticorpos

Processo: 02/10569-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2003
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunogenética
Pesquisador responsável:Nancy Starobinas
Beneficiário:Roberta Gomes Carneiro
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Controle genético   Venenos de origem animal   Anticorpos   Citocinas

Resumo

A serpente Lachesis muta muta (Surucucu), é responsável por acidentes ofídicos de grande importância e freqüência abrangente no Brasil, ocorridos principalmente em regiões de densa floresta como na Amazônia. Ao estudar a composição do veneno desta serpente; conseguimos isolar através de fracionamento por peso molecular seis frações distintas dentre as quais duas - a fração IV e a fração V - parecem possuir uma importante atividade imunossupressora, em especial a fração IV. Esta fração foi submetida a novo fracionamento o que resultou na separação de três outros picos O pico IVA, foi caracterizado como uma glicoproteína de 27kDa e experimentos seguintes demonstraram ser esta a sub-fração que contém a suposta atividade imunosupressora observada no LMV. O controle genético tem se mostrado importante nas reações de envenenamento e na compreensão de mecanismos imunológicos envolvidos na resposta inflamatória e na produção de anticorpos. O presente projeto visa avaliar o efeito do veneno de Lachesis muta e sua fração LMV27 quanto a: produção de anticorpos na resposta primária e secundária, isotipos de anticorpos envolvidos nestas respostas, resposta linfoproliferativa de células esplênicas e produção de citocinas utilizando animais geneticamente selecionados para alta ou baixa produção de anticorpos. (AU)