Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do regime de queimadas nos Cerrados brasileiros com imagens AVHRR/NOAA: 1985-1988

Processo: 97/07695-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 1998
Vigência (Término): 31 de maio de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Alberto Waingort Setzer
Beneficiário:Helena França
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia de cerrado   Queimada   Fogo   Sensoriamento remoto   Imageamento de satélite   Mudança climática

Resumo

Pretende-se estudar o regime de queimadas no bioma dos cerrados no período 1985-1998 utilizando dados da banda 3 (3,55-3,93 μm) e do IVDN (índice de Vegetação da Diferença Normalizada) do sensor AVHRR (Advanced Very High Resolution Radiometer) a bordo dos satélites da série NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration). As imagens, gravadas e arquivadas pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em Cachoeira Paulista, SP, serão processadas para geração de imagens-mosaico mensais dos meses de junho a novembro, abrangendo a estação seca de cada ano do período de estudo. Nesse procedimento, serão selecionados os pixeis com os menores níveis de cinza da banda 3 e aqueles com os maiores valores de IVDN. Os primeiros estão associados à ocorrência de focos de fogo ativo durante a passagem do satélite e às marcas identificáveis no terreno após a passagem do fogo. O IVDN, calculado a partir das bandas 1 (0,58-0,68 μm) e 2 (0,72-1,1 μm), relaciona-se com a quantidade de fitomassa fotossinteticamente ativa. Espera-se que a integração destes dois conjuntos de dados permita identificar, localizar e dimensionar as áreas atingidas pelo fogo ao longo do período de estudo, com margem de erro máxima de 20%. Esta metodologia já foi testada em área piloto, apresentando resultados satisfatórios. Adicionalmente, as conclusões obtidas permitirão, possivelmente, aperfeiçoar os métodos de monitoramento de queimadas com imagens AVHRR, em operação no Brasil desde 1987. A caracterização espacial e temporal do regime de queimadas e suas variações possibilitarão pela primeira vez, dimensionar o uso do fogo nesse bioma. Os dados deverão fornecer subsídios para estudos multidisciplinares da ecologia do cerrado e de mudanças climáticas, bem como auxiliar nos futuros planejamentos econômicos e de preservação ambiental da região. Tal preocupação deve-se, sobretudo, ao fato de que grande parte da vegetação natural dos cerrados vem sendo eliminada nas últimas décadas, em decorrência do rápido processo de expansão de frentes agropecuárias associadas à intensificação do uso do fogo. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FRANÇA, Helena. Metodologia de Identificação e Quantificação de Áreas Queimadas no Cerrado com Imagens AVHRR/NOAA.. 2001. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.