Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinacao dos niveis de toxicidade em peixes marinhos da familia tetraodontidae (osteichthyes, teleostei).

Processo: 95/05065-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 1996
Vigência (Término): 30 de junho de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:José Carlos de Freitas
Beneficiário:Joacir Stolarz de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neurotoxinas

Resumo

Peixes tetraodontídeos (TELEOSTEI), popularmente conhecidos por baiacus, há muito vem sendo envolvidos em entoxicações alimentares no Japão e outros países. Tal fato se deve à presença de toxinas nestas espécies, principalmente saxitoxina (STX) e tetrodotoxina (TTX), neurotoxinas guanidínicas bloqueadoras de canais de sódio dependentes de voltagem de nervos e músculos. Devido à falta de uma política mais eficiente na fiscalização e vigilância sanitária do pescado no Brasil, não se conhece, na literatura, registros de intoxicações envolvendo peixes venenosos apesar destes estarem sendo ocasionalmente ingeridos. O presente projeto objetiva determinar os níveis de tetrodotoxina, em exemplares de baiacus da família TETRAODONTIDAE (Sphoeroides. spengleri e S. testudineus - não comestíveis; e Lagocephalus laevigatus - espécie comestível), de ocorrência mais freqüente no Sudeste do Brasil, lançando-se mão de métodos padronizados internacionalmente de bioensaios com camundongos, bem como de técnicas eletrofisiológicas com nervos de crustáceos. Outros fatores a serem investigados são as possíveis diferenças na toxicidade destas espécies em relação aos locais de coleta e à sazonalide; exemplares de Lagocephalus laevigatus provenientes de peixarias do litoral Norte do Estado de São Paulo também serão submetidos às estes testes. (AU)