Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos da biologia da moreia-do-areia, gymnothorax ocellatus Agassiz, 1831 (anguiliformes, muraenidae), na região do Canal de São Sebastião, SP

Processo: 95/09867-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 1996
Vigência (Término): 31 de julho de 1998
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Ricardo Macedo Corrêa e Castro
Beneficiário:Flávia Borges Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Distribuição espacial   Muraenidae   Comportamento alimentar

Resumo

Tendo em vista que a maioria dos trabalhos científicos publicados sobre a biologia de peixes marinhos costeiros do Brasil utiliza métodos indiretos de estudo, baseando-se principalmente em dados obtidos a partir de material coletado com redes de arrasto de fundo, e que a biologia da moréia-de-arcia, Gymnothorax ocellatus, que vive em fundos de substrato não consolidados (cascalho, areia e/ou lama), é muito menos conhecida que aquela das outras espécies de moréias do gênero Gymnothorax do sudeste do Brasil (G. funebris, G. moringa e G. vicinus), que vivem em fundos de rochas e corais, o presente trabalho pretende, através de métodos principalmente de observação direta e captura, utilizando mergulho livre e autônomo, determinar: o período de atividade; a distribuição espacial; a dieta, hábito e comportamento alimentar de G. ocellatus. O presente projeto será desenvolvido em uma área de fundo situada em frente à Praia do Cabelo Gordo, localizada na margem continental do Canal de São Sebastião, no município de São Sebastião, SP. (AU)