Busca avançada
Ano de início
Entree

A doença em seu ir-se mostrando à criança com câncer em tratamento ambulatorial: uma experiência com brinquedoteca

Processo: 99/05553-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 1999
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Elizabeth Ranier Martins Do Valle
Beneficiário:Luciana de Lione Melo
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Brinquedoteca   Criança hospitalizada   Fenomenologia (filosofia)   Fenomenologia (psicologia)

Resumo

Este estudo tem como proposta, desvelar o mundo-vivido de crianças com câncer em tratamento ambulatorial, através de ouvi-las e do meu estar-com elas em uma brinquedoteca. Minha inquietação leva-me a buscar um caminho que possa desvelar tais vivências - análise da estrutura do fenômeno situado, que se fundamenta na Fenomenologia enquanto escola filosófica e utiliza como referencial teórico as orientações de GIORGI (1985) e MARTINS & BICUDO (1989). A pesquisa contará com a participação de crianças com câncer em tratamento ambulatorial, com idade entre 7 e 12 anos, sendo que os encontros serão em uma brinquedoteca montada no ambulatório de Oncologia Pediátrica do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, após parecer favorável da Comissão de Ética Médica em Pesquisa deste hospital. Os dados serão analisados qualitativamente, buscando-se os significados. A partir destes, tentarei desvelar o sentido das experiências vividas pelas crianças com câncer, respaldando-me no discurso do filósofo alemão Martin Heidegger. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MELO, Luciana de Lione. "Do vivendo para brincar ao brincando para viver: o desvelar da criança com câncer em tratamento ambulatorial na brinquedoteca". 2003. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola de Enfermagem Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.