Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das alterações sanguíneas induzidas pelo veneno de Tityus serrulatus e pela toxina TsTX-I

Processo: 98/06891-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1998
Vigência (Término): 31 de julho de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Eliane Candiani Arantes Braga
Beneficiário:Andréa Carla Pessini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hemólise   Proteínas da fase aguda   Interleucinas

Resumo

É característica dos venenos de escorpiões a complexidade na constituição química e nos efeitos farmacológicos. Os estudos das propriedades químicas dos venenos de escorpiões sul-americanos foram realizados principalmente com as duas espécies mais comuns e perigosas para o homem: Tityus serrulatus e Tityus bahiensis. As toxinas de escorpiões afetam a permeabilidade iônica de células excitáveis, levando à liberação de neurotransmissores a nível de sinapses, responsáveis pelas severas manifestações clínicas observadas nos envenenamentos. Uma leucocitose neutrofílica, sugerindo a ocorrência de uma reação semelhante a um trauma agudo, tem sido encontrada em casos de envenenamento severo por escorpiões (CAMPOS,J.A. et al., 1980). O presente trabalho tem por objetivo estudar o possível mecanismo pelo qual o veneno de Tityus serrulatus e a TsTX-I, sua toxina mais ativa e abundante, levam ao aumento destas células. Para tanto, serão analisados a velocidade de hemossedimentação, o quadro leucocitário, as citocinas IL-1, IL-6 e TNF-α, os níveis de proteínas plasmáticas e a proteína C reativa. O trabalho também objetiva verificar se este veneno e a TsTX-I apresentam atividade hemolítica. (AU)