Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia reprodutiva de três espécies sintópicas de Leptodactylus do grupo fuscus em lagoas temporárias naturais em remanescente de Cerrado no Estado de São Paulo

Processo: 01/11486-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2002
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Marcio Roberto Costa Martins
Beneficiário:Elaine Maria Lucas Gonsales
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:00/12339-2 - História natural, ecologia e evolução de vertebrados brasileiros, AP.TEM
Assunto(s):Leptodactylus fuscus

Resumo

Este trabalho tem como objetivo principal conhecer os que fatores que possibilitam a coexistência de três espécies de Leptodactylus gr. fuscus (L. fuscus, L. furnarius e L mystacinus) sabendo-se que elas possuem vários atributos em comum por serem muito próximas filogeneticamente. O estudo será realizado em três lagoas temporárias naturais na Estação Ecológica de Itirapina. As excursões ao campo serão quinzenais, com duração de cinco dias consecutivos, de setembro de 2002 a maio de 2003. A presença das espécies será registrada pelas vocalizações e/ou pela observação direta dos indivíduos. A cada noite de observação, de hora em hora, as lagoas serão percorridas e o número de machos e fêmeas presentes de cada espécie serão registrados além de suas localizações, comportamento exibido, tipo de vocalização emitido e temperatura do ar. Sítios de vocalização e oviposição serão caracterizados no dia seguinte às observações noturnas. O comportamento dos adultos será baseado no método de observações contínuas de todas as ocorrências e observações ocasionais. Para determinar o período de desenvolvimento, os girinos serão coletados dentro das tocas e nas lagoas com uso de puçá. Os girinos serão fixados imediatamente após a coleta, em formalina a 5%. A identificação dos estágios larvários será feita pela tabela de Gosner. Informações sobre as variáveis climáticas serão obtidos no Posto Meteorológico Ripasa S.A Celulose & Papel, localizado à aproximadamente 15 km do local. (AU)