Busca avançada
Ano de início
Entree

Síndrome do ovário policisitico, infertilidade e qualidade de vida

Processo: 01/11276-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2002
Vigência (Término): 30 de abril de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Sabine Eggers
Beneficiário:Dalva Megumi Hashimoto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14254-2 - Centro de Estudos do Genoma Humano, AP.CEPID
Assunto(s):Genética médica   Infertilidade feminina   Síndrome do ovário policístico   Fatores psicossociais   Qualidade de vida

Resumo

A infertilidade acomete 15% dos casais do mundo todo, e, apesar dos grandes avanços tecnológicos, continua representando um problema grave para os afetados com sérias conseqüências para a sua qualidade de vida. A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) afeta 5% da população feminina com diferentes combinações e graus de gravidade de sintomas como distúrbios menstruais, infertilidade, obesidade, e hirsutismo. Além das conseqüências emocionais e sociais, a SOP ainda predispõe para doenças graves (diabetes, distúrbios cardiovasculares, câncer). A alta prevalência de infertilidade e SOP em conjunto representa uma questão de saúde pública, até mesmo no Brasil, onde o controle de natalidade permanece um problema a ser resolvido. Por outro lado, ambas geram estresse psicossocial que possivelmente se reflete em qualidade de vida diminuída. Apesar de fundamentais para o monitoramento de qualquer tratamento médico, estudos de qualidade de vida em mulheres inférteis e/ou com SOP são escassos no Brasil. Esse fato será dirimido com o desenvolvimento do presente projeto, que visa compreender o impacto da infertilidade e da SOP sobre a qualidade de vida de pacientes brasileiras em comparação com controles de idade e nível sócio-econômico compatível. Esse objetivo será alcançado (após consentimento por escrito) mediante entrevistas e exames físicos em pacientes previamente diagnosticadas pelas equipes médicas nas dependências de hospitais públicos e privados. Esse trabalho resultará a) na determinação da sintomatologia específica da SOP e da infertilidade, b) na avaliação e tentativa de melhora da qualidade de vida dessas mulheres afetadas, c) no monitoramento de tratamentos médicos para SOP e infertilidade e do grupo de apoio através da reavaliação da qualidade de vida, e d) na educação da comunidade a respeito de infertilidade e SOP, através da criação de um "site" na Internet. Esse conhecimento possibilitará a elaboração de diretrizes de apoio efetivo a pessoas cuja reprodução encontra-se ameaçada por altos riscos de recorrência de doenças genéticas ou mesmo por infertilidade, quer associada diretamente a doenças genéticas ou não. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
HASHIMOTO, Dalva Megumi. Síndrome do ovário policístico: sintomatologia e impacto sobre a qualidade de vida. 2005. 190 f. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.