Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de subpopulações de linfócitos-T pró-inflamatórios e reguladoras que reconhecem proteínas de choque térmico, no contexto de alotransplante murino

Processo: 01/11795-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2002
Vigência (Término): 31 de outubro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Verônica Porto Carreiro de Vasconcellos Coelho
Beneficiário:Ernesto Luna Vazquezv
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Tolerância imunológica

Resumo

A indução de tolerância específica ao enxerto é um dos grandes desafios da Imunologia. Apesar dos linfócitos alo-reativos serem as células desencadeadoras da rejeição, é estimado que apenas 3-5 % dos linfócitos infiltrantes do enxerto reconhecem alo-antígenos. Outras moléculas também são alvo de reconhecimento pelos linfócitos T presentes no enxerto, dentre elas, as proteínas de choque térmico (HSP). Essas proteínas têm sido associadas à patogênese de algumas doenças auto-imunes, tanto em humanos como em modelos experimentais. Por outro lado, alguns peptídeos derivados da Hsp60/Hsp65 são capazes de induzir tolerância em alguns modelos de doenças auto-imunes. Esses dados indicam a existência de subpopulações de linfócitos T anti-Hsp com funções pró-inflamatória e reguladora. Em nosso grupo, observamos no sangue periférico de pacientes transplantados renais, a resposta celular proliferativa dirigida à Hsp60 no período pré-Tx, associada com rejeição no período pós-Tx precoce, e produção de IL-4 associada à ausência de rejeição, sugerindo a coexistência de subpopulações com esses dois perfis funcionais. No presente trabalho, estudaremos ambas as subpopulações de linfócitos T anti-Hsp60/65 (autóloga/de micobactéria), com o objetivo de caracterizar o seu papel no alotransplante em camundongos, e analisar a possibilidade de indução de tolerância ao enxerto através da manipulação, in vivo e in vitro, de populações anti-Hsp reguladoras. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUNA‚ E.; POSTOL‚ E.; CALDAS‚ C.; MUNDEL‚ L.R.; PORTO‚ G.; IWAI‚ L.K.; HO‚ P.L.; KALIL‚ J.; COELHO‚ V. Diversity of physiological cell reactivity to heat shock protein 60 in different mouse strains. CELL STRESS & CHAPERONES, v. 12, n. 2, p. 112, 2007.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.