Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização molecular de linhagens de Acidithiobacillus thiooxidans isoladas de ambientes antrópicos

Processo: 01/02057-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2001
Vigência (Término): 09 de junho de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Laura Maria Mariscal Ottoboni
Beneficiário:Ricardo Verzegnassi Verissimo
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/05068-0 - Ecologia molecular e taxonomia polifásica de bactérias de importância ambiental e agroindustrial, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Acidithiobacillus thiooxidans   Variação genética   Polimorfismo genético   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

O gênero Acidithiobacillus, cuja principal característica é a oxidação de compostos reduzidos de enxofre e o crescimento em pH ácido, está envolvido em processos de biolixiviação de metais. Espécies do gênero Acidithiobacillus são encontradas em diversos ambientes como locais de mineração, áreas de tratamento de esgoto e estuários, além de estruturas da construção civil, provocando danos a estas. A biodeterioração da qualidade da água devido a geração de ácido sulfúrico e a precipitação do ferro são problemas sérios de poluição. A caracterização molecular destes organismos é importante na medida em que os dados obtidos poderão servir para analisar sua distribuição, além de poderem ser utilizados como indicadores de contaminação ou desequilíbrio ambiental. Técnicas de amplificação e sequenciamento da região espaçadora 16S-23S, RFLP da região espaçadora 16S-23S e rep-PCR em conjunto representam uma poderosa ferramenta na análise da diversidade genética de linhagens bacterianas. Neste projeto, como parte do projeto Biota/FAPESP, pretende-se estudar a variabilidade genética de linhagens de Acidithiobacillus thiooxidans isoladas de ambientes antrópicos, como é o caso da Baixada Santista e da Represa Billings. A variabilidade genética será analisada através de polimorfismo de tamanho e restrição da região 16S-23S e através de rep-PCR (ERIC- e BOX- PCR). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.