Busca avançada
Ano de início
Entree

Civilização e resistência: a revolta indígena no aldeamento missionário de Itambacuri - 1893

Processo: 98/04430-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1998
Vigência (Término): 31 de julho de 2002
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Etnologia Indígena
Pesquisador responsável:John Manuel Monteiro
Beneficiário:Izabel Missagia de Mattos
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Indígenas   Catequese

Resumo

Este projeto propõe analisar e discutir questões e problemas relativos ao encontro de diferentes sociedades em um contexto histórico de intensas transformações que caracterizou o Aldeamento Central Imaculada Conceição do Itambacuri, catequese capuchinha situada entre os altos dos rios Mucuri e Doce, no nordeste da Província de Minas Gerais, durante a segunda metade do século XIX. Por terem alcançado ampla repercussão nacional, os acontecimentos relativos à revolta indígena de 24 de maio de 1893 serão enfatizados de acordo com seus significados para o indigenismo e suas imagens sobre o "outro", remetendo para o estudo das relações interétnicas a partir de uma abordagem que privilegie a dimensão simbólica do contexto etnográfico em destaque. Após decorridos vinte - anos desde início da catequese, os indígenas aldeados em Itambacuri revelaram, então, mecanismos de reelaboração de valores e identidades relacionados às suas raízes comuns, que escaparam ao controle do modelo pedagógico baseado na reestruturação social "civilizatória" sob uma experiência institucional "total". Interessa, para compreender o fenômeno pesquisado, abordar as relações teóricas entre estrutura e processo social a partir das contribuições da antropologia histórica, como ainda articular a política indigenista adotada para conter o "problema" indígena às dificuldades práticas enfrentadas na administração dos aldeamentos, assim como os discursos sobre o "outro" às suas representações e papéis. A investigação detida das relações sociais do aldeamento enfocado será realizada através da reconstituição e interpretação dos dados etnográficos contidos em documentos relativos aos seus missionários, administradores e professores indígenas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MATTOS, Izabel Missagia de. "Civilização" e "Revolta" : povos botocudo e indigenismo missionario na Provincia de Minas. 2002. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.