Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de aflotoxina M1 e ácido ciclopiazônico em leites de consumo comercializados no Município de São Paulo, Brasil

Processo: 01/05969-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2001
Vigência (Término): 31 de julho de 2002
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Inspeção de Produtos de Origem Animal
Pesquisador responsável:Jose Cezar Panetta
Beneficiário:Josué Fontes Rosmaninho
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Aflatoxina M1   São Paulo   Brasil   Micotoxinas

Resumo

O projeto tem por finalidade pesquisar, quantitativamente, no período de 1 ano, a ocorrência concomitante de aflatoxina M1 (AFMi) e ácido ciclopiazônico (CPA) em amostras de leite de consumo comercializados no município de São Paulo, e estimar o grau de exposição da população através do cálculo da ingestão diária das toxinas, a partir dos resultados das amostras positivas e do consumo médio dos diversos tipos de leite. Para isto, serão utilizadas amostras de leites A, B, C e longa vida, pertencentes as 3 marcas de maior volume de comercialização nas lojas de hipermercados do Município de São Paulo. O número de amostras de cada tipo de leite será determinado de acordo com a participação de cada uma no volume de produção e consumo. A unidade amostral será constituída por 1 embalagem original fechada de 1 L, sendo que cada amostra será proveniente de um lote de fabricação. A colheita das amostras deverá ser realizada no período de agosto/2001 a julho/2002, sendo as amostras acondicionadas em recipiente térmico com gelo, para serem enviadas ao Laboratório de Tecnologia de Produtos de Origem Animal da FMVZ/USP, em Pirassununga/SP, para a realização das análises. A determinação da AFMT será efetuada através da técnica de cromatografia líquida de alta eficiência (CI_AE), usando coluna de imunoafinidade como técnica de purificação. A pesquisa do CPA será realizada através do método de extração com solventes polares, purificação pela passagem em cartucho de sílica gel e quantificação por cromatografia líquida de alta eficiência. Os métodos a serem utilizados nas pesquisas de AFMi e CPA serão avaliados através da execução de análises repetidas, em amostras de leite experimentalmente contaminadas, com ambas toxinas. (AU)